Na natureza...

Caça

O Echo

Tão tarde. Adão não vem? Aonde iria Adão?!
Talvez que fosse á caça; quer fazer surprezas com alguma côrça branca lá da floresta.
Era p’lo entardecer, e Eva já sentia cuidados por tantas demoras.
Foi chamar ao cimo dos rochedos, e uma voz de mulher tambem, tambem chamou Adão.
Teve mêdo: Mas julgando fantazia chamou de nôvo: Adão? E uma voz de mulher tambem, tambem chamou Adão.
Foi-se triste para a tenda.
Adão já tinha vindo e trouxera as settas todas, e a cáça era nenhuma!
E elle a saudá-la ameaçou-lhe um beijo e ella fugiu-lhe.
– Outra que não Ella chamára tambem por Elle.

ALMADA NEGREIROS

B9503ACF-C09D-4DEB-BA08-640F84A881FB_1_105_c.jpeg
B9503ACF-C09D-4DEB-BA08-640F84A881FB_1_105_c.jpeg

Caçador

De tocaia fico a espreitar a fera
Logo dou-lhe o bote certeiro
Já conheço seu dorso de gazela
Cavalo bravo montado em pêlo
Dominante, não se desembaraça
Ofegante, é dona do seu senhor
Hoje é o dia da graça
Hoje é o dia da caça e do caçador

Chico Buarque

6EF01A8B-A097-473C-A5C7-EB8ADEE25C88_1_105_c.jpeg
E7005714-050D-40DE-8F45-F1DBCDB290DE_1_105_c.jpeg
6EF01A8B-A097-473C-A5C7-EB8ADEE25C88_1_105_c.jpeg